“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu.“

Eclesiastes, 3:1.

A diferença entre ser produtivo ou apressado está no resultado

Seja produtivo, mas não apressado. A distinção entre esses dois adjetivos pode ser determinante para que o resultado seja conquistado de uma maneira equilibrada e convincente. Já parou para pensar nisso?

Reconheço que os tempos contemporâneos têm pedido uma celeridade grande de entrega de resultados. Vivemos num tempo em que tudo parece ser para ontem. Mas, analise bem: o que era para ontem, na verdade, eu já negligenciei. Pois eu acredito que, sim, tudo tem o seu tempo e a hora certa de acontecer.

De nada adianta fazer muito e não fazer o que realmente importa, ou então ter que se deparar com retrabalhos cansativos e frustrantes em um momento posterior após uma tentativa de concluir rapidamente aquela etapa.

Sobre o transtorno envolvendo algo mal feito, é muito comum acontecer com quem depende do trabalho de uma equipe e, mesmo assim, não consegue ficar contente com a entrega do que foi combinado. Pior do que isso, é fazer uma autoanálise e acabar percebendo, muito honestamente, que algo só dependia de você e que, por conta da sua pressa, aquilo acabou ficando aquém do que se esperava.

Conhecendo-me bem, sempre tentei fugir das armadilhas que nos cercam e que podem acabar em improdutividade. Vou contar algo que aconteceu comigo e que serve como um bom exemplo sobre essas questões envolvendo produtividade.

Havia um tempo, na minha vida,em que eu mandava mensagens no meu celular, para mim mesmo, com a seguinte frase: “Marçal, você está ocupado ou produzindo?” Isso acelerava a minha mente e me fazia ficar em estado de alerta o tempo todo. Mas hoje eu penso: será mesmo que valeu a pena?

Tudo bem que, naquele momento, eu passei a ser mais produtivo, só que quando eu relembro de Eclesiastes, 3:1, que diz que para tudo há uma ocasião certa, eu chego à conclusão de não preciso acelerar o processo. O que eu preciso, na verdade,é respeitar o tempo do processo para que as coisas aconteçam da melhor maneira possível, para mim e também para as outras pessoas.

A cobrança exagerada que tendemos a nos fazer, principalmente no campo do trabalho, pode atrapalhar a nossa produtividade e a nossa entrega. A tendência de isso virar uma ansiedade é altíssima, e, como todos sabemos, ninguém consegue ser mais produtivo sofrendo algum problema de saúde, seja na ordem física ou mental.

Acomodar-se no ensinamento bíblico também não serve como opção. A questão não é sentar e esperar algo de bom acontecer na vida. E sim continuar trabalhando firme, buscando êxito na conquista de metas, mas sabendo que o nosso Deus saberá bem nos recompensar e nos guiar a ponto de, finalmente, alcançarmos uma paz interior ao aceitar as coisas como elas são e como elas devem acontecer.

Por fim, meus amigos, um conselho sincero: trabalhe, mas também descanse. A colheita sempre vem para quem planta e para quem cuida bem da terra.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *